As provações servem para nos aperfeiçoar

Para quem está acompanhando o Plano de Leitura Anual da Bíblia Sagrada por Ordem Cronológica, sabe-se que ontem iniciamos a leitura do Livro de Jó. (É uma sequência depois do livro de Gênesis, pois acredita-se que Jó foi contemporâneo dos patriarcas).

Ler o livro de Jó sempre nos leva à pergunta: Por que sofrem aqueles que temem a Deus?

Como cristãos, em nossa caminhada, quando passamos por provações, muitas vezes, questionamos se há algo de errado em nós, ou se cometemos algum pecado, pelo qual estamos sofrendo castigo. É bem verdade que erramos, e é verdade, também, que, em alguns casos precisaremos passar pela disciplina de Deus. De qualquer forma, quem serve e  teme ao Senhor sempre passará por provações.

Por mais fiel a Deus que Jó fosse, sua natureza, assim como a de todos,  era pecaminosa. Por isso, Jó precisava ser purificado, e sua fé precisava ser fortalecida.

Somos imperfeitos, mesmo quando tentamos fazer o que é certo. Nossa confiança no Senhor sempre precisa ser aperfeiçoada, pois apesar da fé que recebemos Dele, ainda somos feitos de carne e ossos, e essa natureza carnal sempre deseja “ver para crer”.

Os antigos pecados, já confessados e abandonados, também podem trazer suas consequências naturais, o que se tornará uma tribulação para quem é nova criatura em Cristo, porém a tribulação produz paciência (Romanos 5.3). Por outro lado, sabemos que o acusador sempre apontará os erros dos filhos de Deus para tentar desanimá-los, até mesmo porque nossa natureza tende a culpar-se sempre pelos males que acontecem, como foi com Jó, que questionava a Deus qual seria seu pecado, e seus amigos, que afirmavam que ele havia pecado e que, por isso, estava sofrendo. O acusador, sabendo disso, sempre investirá na acusação. No entanto, há uma promessa gloriosa na Palavra de Deus:

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1 João 1.9).

O Senhor permite as provações para que sejamos purificados, renovados, sempre. Seja sofrendo pelo bem que insistimos em fazer, ou pelo bem que um dia deixamos de fazer, uma vez lavados no sangue de Jesus, pertencemos a Ele, e tudo o que acontece é para nosso aperfeiçoamento.

“E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes padecido um pouco, ele mesmo vos aperfeiçoará, confirmará, fortificará e fortalecerá.” (1 Pedro 5.10).

Imagem: Zac Durant / Unsplash.com 

Pular para o conteúdo