Família de Ijuí realiza sonho de visitar campo missionário indígena no Pará

O pastor Darlan Biberg (IBC Ijuí) e sua família embarcam de viagem, hoje, (10 de janeiro), rumo ao estado do Pará, onde ficarão até o dia 24 de janeiro, cooperando juntamente com os missionários Paulo e Eunice da Silva, da Missão Indígena Batista Conservadora – MIBAC. A viagem é a realização de um sonho do pastor, de sua esposa, e, também, dos filhos do casal que, apesar de ainda serem crianças, já almejam a Obra Missionária.

Quem sonhou primeiro foi a irmã Carin Paz Muniz Biberg, esposa de Darlan, e missionária da IBC Ijuí. Filha do pastor Delmir José Ramão Paz, e crescendo no meio ministerial, Carin, desde criança, sonhava em visitar as aldeias indígenas e fazer a Obra de Deus naqueles lugares. Quando ela e o pastor Darlan se casaram, passaram a compartilhar o mesmo sonho. Foram muitas tentativas para realizarem a viagem juntos, mas nenhuma havia dado certo. Depois, nasceram os dois filhos do casal, e, novamente, o sonho foi prorrogado. Até que no ano passado, com um propósito de fé, decidiram que havia chegado a hora de empreenderem a tão sonhada viagem.

Segundo Carin, visitar um campo missionário é o que muda totalmente a maneira como uma pessoa vê missões. Além do casal, os filhos, Emanuel, de 10 anos, e Israel, de 8, também estão animados com a viagem, e querem cooperar na Obra missionária. O sonho dos pais passou a ser deles também, e Carin acredita que há um propósito do Senhor para os seus dois filhos.

“Que o Senhor trabalhe nas nossas vidas e nos faça melhores a cada dia, e que a gente possa entender realmente o valor verdadeiro de ser um missionário, de fazer missões diante da presença do Senhor.

Graças a Deus, neste ano Deus tem nos oportunizado isso. Desde o ano passado tomamos propósito por fé, independentemente de lado financeiro. Nós oramos e pedimos a misericórdia de Deus, e tomamos a decisão, e nós vamos. O recurso virá, de onde Deus irá prover, como Deus fez e tem feito até aqui. Deus abençoou todas as coisas de uma forma muito maravilhosa. Então, agora, nós estamos muito ansiosos pra ir, podermos ser bênção lá, para os nossos irmãos, nossos missionários, lá nas aldeias, e também sermos abençoados.” – almeja a missionária.

Conforme o pastor Darlan, a oportunidade de ir e cumprir o IDE transforma a vida de um cristão. Ele explica que a intenção da viagem é visitar o campo missionário (cuja sede fica na cidade paraense de Tucumã) para ajudar em tudo o que for preciso. Desejam animar os missionários que lá residem com uma presença atuante na Obra de Deus.  A expectativa, segundo o pastor, é muito grande, pois a família nunca vivenciou antes a cultura indígena, embora ele e a esposa  tenham se preparado para tal desafio ao estudarem Missões Transculturais.

“Agradecemos a todos que nos apoiaram. Tivemos muita ajuda, tanto em valores, como em divulgação também. Agradecemos a Deus, a irmãos, a pastores, amigos e familiares que nos ajudaram, muito nos apoiaram para que isso acontecesse.” – afirma o pastor.

Ardor missionário compartilhado dos pais para os filhos – Na foto: missionária Carin, pastor Darlan, e os filhos do casal,  Israel e Emanuel 

Pular para o conteúdo